Cana: Safra / Moagem

Produção de cana em Alagoas volta a crescer após anos de prejuízos

A safra de cana de Alagoas havia "despencado" de 25 para 13 milhões de toneladas. Agora, está a meio caminho da recuperação


G1 - 25 nov 2019 - 07:01

Depois de enfrentar uma grave crise nos últimos anos, produtores de cana de Alagoas estão colhendo uma safra que indica uma recuperação do setor. O setor sucroenergético do estado prevê uma safra de 18 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, dando continuidade ao crescimento que vem ocorrendo desde a moagem passada. Será a maior safra dos últimos três anos.

Edgar Antunes é produtor de cana em Porto Calvo, na zona da mata de Alagoas. Este ano, ele espera colher 25 mil toneladas do produto, em uma lavoura de 550 hectares. Mas ele sentiu na pele a crise que o setor passou nos últimos anos.

"A gente colocava uma matéria-prima na usina, mas não conseguia receber pelo produto", afirma e continua: "Então, a gente não tinha remuneração para conseguir investir na cana-de-açúcar. Não conseguíamos plantar, não conseguíamos nem sequer manter a atividade".

Antunes, que já chegou a colher 60 mil toneladas no passado, viu a produção cair ano após ano. Mas nesta safra o clima ajudou e a produção cresceu. Hoje, a sensação é de alívio.

"Nós já estamos sentindo que as usinas estão com uma viabilidade melhor, estão conseguindo pagar o fornecedor. Estamos conseguindo investir no canavial novamente, estamos conseguindo plantar mais e, consequentemente, a colheita é maior no estado tanto no fornecedor quanto na usina", declara.

Crise

Alagoas é o principal produtor de cana-de-açúcar do Nordeste e há três anos enfrentou uma grande queda de produção, a maior da história. Com a crise econômica, o preço do açúcar e do etanol caiu, levando ao fechamento de sete usinas.

Atualmente, 14 usinas ainda estão em operação. O setor ainda gera mais de 40 mil empregos diretos nas usinas e mais de 60 mil terceirizados.

É com o facão na mão que Adriano da Silva leva o sustento para casa. Ele sabe que, desse jeito, não vai falta trabalho. "Que esse aumento [de produção] continue e gere mais emprego para a gente e para o nosso município", deseja.

Tags: Alagoas