Cana: Safra / Moagem

MS pretende atingir 37 mi de t de cana até janeiro de 2013


Folha de Dourados - 03 jan 2013 - 10:13 - Última atualização em: 08 fev 2013 - 14:09

Mesmo faltando ainda seis usinas para encerrar o processo de moagem da cana em Mato Grosso do Sul, a Associação dos Produtores de Bioenergia de MS – Biosul já registra crescimento de produção da safra 12/13 em 7,66%. Até o fim de dezembro, já foram processadas aproximadamente 36,5 milhões de toneladas, e a expectativa é que esse número chegue a 37 milhões até janeiro, quando ocorre o fim da safra.

Com uma produção maior, os derivados da cana também apresentaram evolução, sendo que a maior delas foi registrada no etanol, que passou de 1,6 bilhão de litros para 1,8 bilhão, correspondendo a 14% de crescimento. Já o açúcar, subiu de 1,5 milhão de toneladas em 11/12 para 1,7 milhão nesta safra.

Roberto Hollanda Filho, presidente da entidade avalia a situação da seguinte forma, "apesar de termos um aumento na moagem de cana de 60% na primeira quinzena de dezembro, em relação ao ano passado, estamos num cenário de recuperação, a produção está crescendo, mas ainda não é o esperado. Um dos fatores que mais influenciou para que a expectativa não se estabelecesse foi o clima".

O presidente também espera em 2013, sejam implantadas políticas públicas voltadas para o setor, uma vez que já estão sendo desenvolvidas várias pesquisas na área em MS e aponta a inauguração de duas novas usinas no Estado como fortalecimento para a implementação de tais medidas.

Sobre a Biosul
A Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul, que surgiu em dezembro de 2008, reflete o aumento de importância do Estado no cenário nacional da cana-de-açúcar e seus derivados. Resultado da junção de três sindicatos – Sindal-MS (Sindicato das Indústrias de Fabricantes de Álcool de Mato Grosso do Sul), Sindaçúcar-MS (Sindicato das Indústrias dos Fabricantes de Açúcar de Mato Grosso do Sul) e Sinergia-MS (Sindicato das Indústrias de Geração de Energia Elétrica de Pequeno e Médio Porte de Mato Grosso do Sul) - tem como características a gestão profissional e associativista e sua criação coincidiu com o momento de expansão do setor. Toda a produção de cana moída do MS está ligada a Biosul, que conta com 25 associadas – 22 unidades de operação, duas em fase de implantação e uma em projeto.