Cana: Plantio

Programa do BNDES para os canaviais deve ser renovado em 2013


novaCana.com - 10 jan 2013 - 08:49

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) deve divulgar em breve informações sobre uma possível reedição do Prorenova, programa para estimular a renovação e ampliação dos canaviais brasileiros.

O portal novaCana entrou em contato com o BNDES e, apesar do banco oficialmente ainda não confirmar que o programa será renovado, um release para a imprensa estaria sendo preparado.

O Prorenova foi a principal iniciativa do governo federal de apoio à renovação dos canaviais, chegando ao fim em dezembro de 2012, com os interessados utilizando apenas 35% do dinheiro disponível.

Problemas
O programa tinha à disposição quatro bilhões de reais para financiar a renovação dos canaviais e, assim, aumentar a produtividade e reduzir a ociosidade das usinas de etanol e açúcar. O setor produtivo conseguiu ter acesso a apenas R$ 1,38 bilhão dos recursos.

A expectativa inicial era de que o programa financiasse a renovação ou ampliação de mais de um milhão de hectares de plantio de cana-de-açúcar. No entanto, a área alcançada foi de 393 mil hectares.

Entre os motivos do baixo desempenho do Prorenova estava a regra que impedia o acesso aos recursos por empresas que possuem capital estrangeiro, o que limitou o acesso de boa parte do setor.

Essa regra foi alterada já na etapa final da primeira edição do programa, fazendo com que a parcela do setor que é controlada por multinacionais – uma parcela significativa – pudesse também acessar a linha de financiamento, disse o gerente do Departamento de Biocombustíveis da Área Industrial do BNDES (Debio), Artur Yabe Milanez, em entrevista ao portal novaCana.com em dezembro. "Nós imaginamos que com isso, para uma reedição em 2013, o desempenho do programa deva melhorar substancialmente", disse Yabe.

Saiba mais sobre o ProRenova e as dificuldades enfrentadas peloas usinas.

novaCana.com