BASF
Cana: Plantio

A produtividade dos canaviais em perspectiva – uma década de mudanças


novaCana.com - 30 jan 2017 - 09:31

Mais cana, mas com menor rendimento agrícola. Essa estranha fórmula está presente em quase todos os principais estados produtores do Brasil. Ao longo dos últimos dez anos, a evolução na produção se deu, em parte, por um aumento na área plantada, apesar da involução da quantidade de cana-de-açúcar produzida por hectare.

Segundos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o rendimento médio dos canaviais brasileiros caiu de 75,1 ton/ha em 2006 para 74,2 ton/ha em 2015. Ao mesmo tempo, a produção total de cana-de-açúcar aumentou de 477,5 milhões para 748 milhões de toneladas (os dados consideram todos os canaviais do país, não apenas os destinados às indústrias sucroenergéticas, e são referentes aos períodos de janeiro a dezembro).

Por mais que a expectativa natural seja a de que novas áreas apresentem um rendimento inicial menor, a queda afetou áreas já estabelecidas. Assim, os números trazem os impactos climáticos e, principalmente, os resultados da falta de investimentos nos canaviais.

Reunindo informações de 2006 a 2015, o novaCana.com compilou os dados de uma forma inédita, identificando faixas de rendimento agrícola e sua participação – absoluta e relativa – na safra de cada região.

Em gráficos exclusivos, entenda a evolução do rendimento agrícola e identifique tendências a partir dos seguintes recortes:

- Brasil
- São Paulo (todo o estado)
- SP: Região de Ribeirão Preto
- SP: Região de São José do Rio Preto
- SP: Região de Bauru
- SP: Região de Araraquara
- SP: Região de Araçatuba
- SP: Região de Piracicaba
- SP: Região de Campinas
- SP: Região de Assis
- SP: Região de Presidente Prudente
- SP: Região de Itapetininga
- SP: Região de Marília
- Goiás
- Minas Gerais
- Paraná
- Mato Grosso do Sul
- Alagoas
- Mato Grosso


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR