Cana: Plantio

Parceria desenvolve transplantadora de mudas pré-brotadas adequada ao sistema meiosi

Máquina está sendo utilizada por produtores de Brasil, República Dominicana e Vietnã


Governo de São Paulo - 08 jan 2021 - 07:50

O setor sucroenergético conta com mais um recurso resultante do desdobramento do sistema de mudas pré-brotadas (MPB), desenvolvido pelo Programa Cana do Instituto Agronômico (IAC-Apta), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

Trata-se de uma transplantadora de mudas para cana-de-açúcar, chamada Tupi, desenvolvida especialmente para o setor pela empresa de máquinas e implementos Agrimec, do Rio Grande do Sul. O equipamento foi visto pelo IAC como um exemplo da importância de inovações que surgem a partir das pesquisas desenvolvidas no Programa Cana IAC.

“A MPB é uma inovação da pesquisa que foi adotada pelo setor produtivo. A demanda gerada acaba movimentando diversos elos da cadeia da cana-de-açúcar, como as empresas de insumos e de máquinas e implementos agrícolas, por exemplo”, afirma o pesquisador Mauro Alexandre Xavier, do IAC. “É uma tecnologia que gera outras tecnologias, desenvolvidas por outras empresas, criando empregos e renda em diversas áreas”.

O equipamento automatiza o processo de plantio das mudas e é adequado para o uso do MPB em método inter-rotacional ocorrendo simultaneamente (meiosi), fazendo o plantio das mudas ao mesmo tempo em que realiza a abertura do canteiro.

De acordo com a Agrimec, a transplantadora Tupi é própria para o plantio direto ou convencional, pois possui um cultivador rotativo que torna o solo “hortado” e fofo, em que um dispositivo do tipo “matraca mecanizada” deposita as mudas em pé, em distâncias pré-determinadas. As mudas são apertadas pelo equipamento, proporcionando a fixação no solo e a pegada correta.

Segundo a fabricante, a Tupi está sendo utilizada por produtores rurais do Brasil, da República Dominicana e do Vietnã. “Conheci a MPB em eventos do setor e percebi que o mercado canavieiro estava diante de uma revolução”, conta o fundador e presidente da Agrimec, Odilo Marion. “A partir do momento que o setor assimilasse o conceito [da meiosi] e passasse a utilizá-lo em escala comercial, não haveria máquina adequada para suprir a demanda, por isso, criamos uma opção de plantio de mudas pré-brotadas em sulcos verticais”.

De acordo com Xavier, do IAC, o lançamento da transplantadora se soma aos desdobramentos do Sistema MPB, disponibilizado pelo Programa Cana IAC em 2012 e que atualmente tem sido utilizado nas principais regiões canavieiras do Brasil e do exterior.