Cana: Plantio

[Vídeo] Com crise, 40 mil hectares de laranja perdem espaço para cana-de-açúcar


G1 - 29 jan 2013 - 09:16 - Última atualização em: 29 nov -1 - 20:53


Desanimados com a crise que afeta o setor, produtores de Pirassununga (SP) estão desistindo da laranja e derrubando os pomares para dar lugar a outras culturas. A cana-de-açúcar é a que mais tem avançado na região. Um levantamento do 2º Sindicato Rural de Taquaritinga aponta que 40 mil hectares já perderam espaço para a cana. A região tem seis mil produtores de laranja.

O trator da propriedade do agricultor Denilson Baldin não para de derrubar os pés de laranja.  Por minuto, a máquina arranca quatro árvores do tipo valência.

A fazenda de 150 hectares já teve 66 mil pés, mas agora restam apenas 700, que também serão destruídos. O agricultor lamentou a decisão. "É de cortar o coração fazer um trabalho desses", disse.

Baldin explicou que os prejuízos com as pragas na lavoura, como o amarelão, desestimularam a atividade. O preço pago pela indústria também foi outra razão para ele desistir do cultivo. "Hoje eles estão pagando R$ 6 a caixa. Não compensa ter um pomar, então estamos tomando um prejuízo de R$ 1,50 a caixa", afirmou.

Ao todo, 60% dos pés de laranja foram substituídos pela cana-de-açúcar, que já ocupa 89 hectares. A troca de uma cultura é cada vez mais comum na região central do Estado de São Paulo.

Baldin lembrou que a fazenda chegou a produzir 150 mil caixas de 40 quilos por safra. "Está bem adensado, aumenta a produção devido ao espaçamento. A produção é boa, mas não tem preço. Na cana vai ter retorno, a laranja eu já perdi muito", ressaltou.