Cana: Plantio

Agrovale vai implantar projeto de gotejamento da cana em escola da Bahia

Empresa foi escolhida por ser referência internacional na produtividade de cana-de-açúcar em área irrigada e considerada a maior produtora de açúcar, etanol e bioeletricidade da Bahia


Canal Rural - 13 out 2020 - 08:24

A empresa Agrovale, sediada em Juazeiro, no norte da Bahia, firmou uma parceria de responsabilidade social com o Governo do Estado para implantar o projeto de Gotejamento Subsuperficial de Cana de Açúcar em uma área de 10 hectares na Fazenda Escola Modelo do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP Águas), que vai funcionar no município de Barra, oeste baiano.

O projeto deve dar suporte e potencializar o Polo Agroindustrial e Bioenergético do Médio São Francisco, desenvolvido pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico (SDE), em parceria com a Secretaria Estadual de Educação (SCE).

A empresa sucroenergética recebeu nesta sexta-feira (9) a visita do coordenador da implantação do projeto da fazenda escola, Nelson Minussi. De acordo com ele, a fazenda escola modelo vai desenvolver técnicas agrícolas dentro do CEEP Águas, em uma área de 150 hectares de área irrigada.

“Está prevista a implantação de um complexo de agroindústrias, projetos de irrigação de frutas e grãos, além de pecuária. O objetivo é que a escola seja um referencial na formação e capacitação agrotécnica, onde os alunos terão a oportunidade de desenvolver, na prática, diferentes atividades agrícolas, de pecuária e agroindustriais”, ressaltou.

Nelson Minussi, que também é presidente da Cooperativa Agropecuária da Barra (Coopab), enfatizou ainda que a Agrovale foi escolhida por ser referência internacional na produtividade de cana-de-açúcar em área irrigada e considerada a maior empresa produtora de açúcar, etanol e bioeletricidade da Bahia.

Durante a reunião, ficou acertada uma visita técnica da equipe agrícola e administrativa da Agrovale à fazenda escola, em Barra, no próximo dia 17 de novembro.

O projeto do Polo Agroindustrial e Bioenergético foi apresentado à região em agosto, quando o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia, João Leão, visitou Juazeiro.

Na oportunidade, foram anunciadas, além da fazenda escola, a implantação de 10 usinas de etanol e açúcar e outros empreendimentos agroindustriais nos municípios de Barra, Muquém do São Francisco, Morpará e Xique-Xique em um área de aproximadamente 200 mil hectares.

A primeira usina está sendo implantada no município de Muquém do São Francisco pelo Grupo Sérgio Paranhos, com investimento de R$ 107 milhões, potencial de geração de 2 mil empregos diretos e início da operação prevista para o primeiro semestre de 2021.

A implantação destes projetos, segundo João Leão, será determinante para o desenvolvimento da região, com geração de mais de 40 mil empregos diretos e indiretos, crescimento do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e estímulo da atividade econômica, que vai efetivamente transformar a realidade econômica e social do Médio São Francisco.

Mário Bittencourt