Cana: Mercado

Opção para as usinas aproveitarem a biomassa, pellets ganham espaço pelo mundo

O que mais fazer com a biomassa de cana-de-açúcar? A geração de energia e o etanol celulósico têm sido as alternativas mais consideradas, mas os pellets trazem uma possibilidade interessante para quem tem um perfil exportador


novaCana.com - 06 out 2016 - 11:01

Os pellets produzidos com bagaço e palha de cana estão atraindo o interesse das usinas sucroenergéticas, especialmente depois da iniciativa chancelada pela Cosan Biomassa no segmento.

As usinas brasileiras com perfil exportador olham para o mercado de pellets como uma oportunidade em crescimento. A Cosan Biomassa trabalha com a perspectiva de que o mercado mundial de pellets vai passar de 25 para 40 milhões de toneladas.

Mas, apesar desse mercado ganhar peso graças a migração do carvão para a madeira, os usineiros ainda avaliam com cautela os investimentos. Nesta análise, o mercado japonês surge como um dos principais para a biomassa de cana. O olhar sobre o país fornece ainda elementos mercadológicos importantes sobre a transição do carvão para a madeira.

Depois do acidente nuclear de Fukushima, em 2011, o Japão adquiriu um interesse especial por energia elétrica renovável e a matriz elétrica do país já tem destacado um crescimento dos pellets para geração de energia. A nação asiática possui uma política de energias renováveis atenta às novidades e com normas rigorosas, que incentiva a utilização de biomassa e é receptiva a produtos brasileiros, como o etanol de cana-de-açúcar.

O novaCana apresenta a seguir um panorama do mercado de pellets do Japão e do mundo, com preços, perspectivas e detalhes de mercado que interessam as usinas brasileiras com perfil exportador.

Nesta reportagem:

- Estimativas para a importação de pellets pelo Japão em 2016 e 2017
- Volume de pellets comprados de cada país
- Preço médio dos pellets por origem
- Histórico e perspectivas para a produção doméstica de pellets no Japão
- Características específicas do mercado japonês de pellets
- Canadá como um país produtor que sabe aproveitar os pellets
- União Europeia também se destaca entre potenciais mercados
- Pellets de cana-de-açúcar: capacidade produtiva da Cosan Biomassa


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR