Cana: Mercado

CNA deve incluir cana em reivindicações para política de garantia de preço mínimo


AFCP - 31 mar 2017 - 08:15

Após anos de tentativas, a cana-de-açúcar tem grande oportunidade de ser incluída na Política Federal de Garantia de Preço Mínimo (PGPM), programa permanente de preços de diversos produtos agropecuários.

Segundo publicado pela Associação dos Fornecedores de Cana de Pernambuco (AFCP), o pleito passa a ser prioridade da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), que inserirá a demanda no seu Plano Agrícola 2017. A decisão resulta da reivindicação feita pela Federação dos Plantadores de Cana do Brasil (Feplana) durante a reunião do Conselho Agro da entidade na última semana, após o órgão canavieiro descobrir que a CNA reivindicará do governo federal a inclusão de mais culturas agrícolas neste programa governamental.

Embora o pleito da CNA não significa a aceitação automática por parte do governo federal, esta reivindicação ganhar força e amplia a chance de a cana entrar na PGPM. Por outro lado, os órgãos canavieiros devem fazer gestões junto ao Ministério da Agricultura para sensibilizá-lo sobre esta adesão. A cana é uma das poucos culturas que continua excluída, mesmo acumulando prejuízos continuados há vários anos no seu preço.

Esta foi inclusive a justificativa utilizada pelo presidente da Feplana, Alexandre Andrade Lima, para que a CNA passasse a priorizar a cana na lista das cinco culturas a serem defendidas no novo plano agrícola da entidade. Se a cana for inserida na PGPM, o governo define um preço mínimo à comercialização da cultura e, caso fique abaixo do valor de mercado, a União garante um bônus para compensar o valor, evitando o prejuízo para o agricultor, dentre outros benefícios.

“Além disso, a Política de Garantia de Preço Mínimo (PGPM) garante um ‘guarda-chuva’ maior de proteção para o agricultor”, frisa Andrade Lima. Dentre eles, o dirigente pontua os diversos subsídios, a exemplo daqueles voltados às áreas de transporte e de armazenamento e ainda uma gama de mecanismos mais sofisticados de mercado para garantir o melhor preço do produto agrícola e mais renda para o produtor rural.


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail