Cana: Meio ambiente

Usina de MS recebe duas multas seguidas por queimada ilegal de cana, totalizando R$ 563 mil

Imasul emitiu uma portaria há três meses suspendendo autorizações da queima controlada pelo prazo de 180 dias


G1 - 18 set 2020 - 09:21
Parte da propriedade atingida pela queimada ilegal

A Polícia Militar Ambiental (PMA) autuou nesta quinta-feira (17) uma usina sucroenergética de Mato Grosso do Sul em R$ 408 mil por incêndio ilegal em plantação de cana. Segundo a PMA, essa é a segunda vez nas últimas 24 horas que a empresa é autuada.

A polícia chegou ao local por meio de denúncias e localizou a queimada às margens da MS-167, a 30 km de Rio Brilhante (MS). Para a polícia, a empesa efetuou a queima da palhada para facilitar a colheita da lavoura.

A área queimada totalizou 408 hectares. Ainda conforme PMA, a usina não possui autorização para realizar o processo de queima. Além disso, o Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) emitiu uma portaria no dia 24 de junho suspendendo autorizações da queima controlada pelo prazo de 180 dias.

A empresa já havia sido autuada nesta quarta-feira (16) em R$ 155 mil por outro incêndio próximo a Sidrolândia (MS).


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail