Cana: Meio ambiente

Incêndio sem autorização em canavial de MS gera multa de R$ 273 mil


Enfoque MS - 26 ago 2019 - 07:57 - Última atualização em: 27 ago 2019 - 08:06
Polícia Militar Ambiental aplicou multa de R$ 273 mil

Atualização (27/08, às 8h): A pedido da assessoria da Atvos, o título desta reportagem e o texto abaixo foram alterados para corrigir imprecisões. Ao contrário do que foi publicado originalmente, um proprietário de terras que fornece cana-de-açúcar para a empresa foi multado e não a própria usina.

Um fornecedor de cana-de-açúcar da usina da Atvos, em Nova Alvorada do Sul (MS), foi multado em R$ 273 mil por incendiar uma lavoura sem autorização. O valor é de R$ 1 mil por hectare queimado, aplicado pela Polícia Militar Ambiental (PMA).

De acordo com a PMA, houve uma denúncia de que teria ocorrido incêndio em uma área plantada com cana-de-açúcar no município de Nova Alvorada do Sul.

Os policiais foram ao local na última terça-feira (20) e, durante a vistoria, constataram que o fogo atingiu enorme área da plantação da cana. Porém, devido a atuação da brigada de combate a incêndio disponível na empresa, o fogo foi controlado antes de chegar em áreas de reserva legal e preservação permanente (APP) da propriedade.

Durante a fiscalização não se observou a mortandade de animais silvestres em consequência do fogo.

Depois da vistoria, os autos foram confeccionados na sexta-feira (23). Para isso, os policiais realizaram levantamentos, fizeram medições com GPS e utilizaram drones para averiguar as áreas queimadas.

No total, foram queimados 273 hectares de canavial. A empresa infratora, com domicílio jurídico no município de Ribeirão Preto (SP), foi autuada administrativamente em R$ 273 mil, conforme Decreto Federal 6.514/2008.