Cana: Meio ambiente

Tema de energia é global e pode ser mais persistente, diz presidente do BC


Agência Estado - 01 dez 2021 - 08:48

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse nesta terça-feira, 30, que a inflação global dos preços de energia pode ser mais persistente do que se esperava. Além do choque de preços observado neste ano, ele lembrou que a transição verde terá custos altos, em especial na mudança da matriz energética, o que pode criar pressões inflacionárias.

“Tem um problema de preço nessa transição para uma economia mais limpa”, disse ele, durante o encontro anual de dirigentes da Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Segundo Campos Neto, um dos maiores dilemas é a produção de insumos como as chamadas terras raras, metais necessários para carros elétricos e usinas que produzem energia limpa e renovável.

“Tem esse dilema entre querer atingir economia verde mais rápido e produção não tão verde de componentes”, disse ele. “A gente precisa entender que a transição verde será muito mais complexa do que se imaginava”, afirmou.


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail



x