Cana: Meio ambiente

Usina de Rio Brilhante (MS) é multada em R$ 186 mil por incêndio em canavial


Midiamax (MS) - 13 ago 2020 - 07:55
Área queimada corresponde a canavial de Sidrolândia (MS)

A Polícia Militar Ambiental (PMA) de Dourados (MS) autuou uma empresa sucroenergética de Rio Brilhante em R$ 186 mil por incêndio em uma lavoura de cana no município de Sidrolândia.

A PMA informa que recebeu a denúncia de que um incêndio em uma área plantada de cana-de-açúcar de Sidrolândia teria ocorrido nos dias 28 e 29 de julho. A empresa proprietária da lavoura seria a responsável pela infração e, agora, realizava a colheita da cana.

A polícia foi ao local nesta quarta-feira (12) e confirmou a denúncia. Foram realizados levantamentos com uso de GPS e drone, que mediu a área incendiada e calculou um alcance de 186,10 hectares.

No momento da fiscalização, a empresa realizava a colheita da cana e os policiais observaram que havia realmente aceiros confeccionados. Além disso, o fogo não passou para outras lavouras próximas, que não estavam em ponto de colheita.

Apesar disso, o responsável pela empresa informou que não possuía nenhuma responsabilidade pelo incêndio e que não possuía autorização do órgão ambiental.

A infratora, com domicílio jurídico no município de Rio Brilhante, foi autuada administrativamente e multada em R$ 186 mil. O órgão ambiental não expedirá mais licença para queima controlada até o mês de novembro, tendo em vista um Decreto Federal e uma Resolução do órgão ambiental estadual.

Diego Alves


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail