BASF
Cana: Meio ambiente

Raízen é multada em R$ 61,5 mil por fogo em canavial de Charqueada (SP)

Terrenos atingidos têm 61,5 hectares e ficam às margens de rodovias. Segundo PM Ambiental, imagens de satélite detectaram que áreas tinham sido queimadas


G1 - 30 mai 2019 - 10:48
Plantação de cana-de-açúcar foi atingida por fogo em Charqueada (SP)

A Polícia Ambiental multou uma empresa na quarta-feira (29) por queimada em duas áreas de cultivo de cana de açúcar em Charqueada (SP). O valor da autuação é de R$ 61,5 mil.

Segundo o Pelotão Ambiental da polícia, uma equipe constatou por meio de monitoramento via satélite que os locais haviam sido incendiados.

As áreas totalizam 61,5 hectares e ficam às margens da Rodovia Hermínio Petrin (SP-308), no bairro Rocinha, e da Rodovia Carlos Mauro (SP-191), no bairro Bandeirante.

Foi constatado que os terrenos são arrendados à empresa de produção de açúcar e etanol, Raízen, que recebeu Autos de Infração Ambiental com sanção de multa simples totalizando 17 pontos.

Ainda de acordo com a Polícia Ambiental, o fogo não atingiu a Área de Preservação Permanente (APP) nem outras áreas florestais. Um representante da empresa foi orientado para o atendimento ambiental, segundo a polícia.

Por nota ao G1, a Raízen informou que ainda não foi notificada sobre multa.

“A companhia reitera que não pratica a queima de cana e reforça que segue estritamente as diretrizes do Protocolo Agroambiental, o qual determina a eliminação do uso do fogo na colheita de cana no Estado de São Paulo”, diz a nota.

A empresa disse ainda que monitora diariamente seus canaviais para prevenir e combater eventuais incêndios “de origem desconhecida ou acidental”, como pode acontecer ao serem jogados cigarros, por exemplo, em áreas de grande circulação como perto de cidades e rodovias.