Cana: Meio ambiente

Incêndios tomam conta de áreas de vegetação em cidades da região de Ribeirão Preto (SP)

Vento, calor e tempo seco contribuíram para as chamas em Ituverava, Batatais, Barretos e Morro Agudo. Ribeirão teve dia com pior qualidade do ar no estado de São Paulo


G1 - 18 ago 2021 - 07:57

Cidades nas regiões de Ribeirão Preto, Franca e Barretos registraram incêndios em vegetação nesta segunda-feira, 16. O vento, o calor e o tempo seco contribuíram para a propagação das chamas.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar, incêndios de grandes proporções atingiram áreas em Ituverava (SP), Batatais (SP), Barretos (SP) e Morro Agudo (SP).

Em Ribeirão Preto (SP), o dia teve a pior qualidade do ar no estado de São Paulo em decorrência da quantidade de queimadas. Às 7h, segundo a Companhia Ambiental de São Paulo (Cetesb), a umidade passou de moderada para ruim. O índice continua no pior estado até a noite desta segunda-feira.

De acordo com a Somar Meteorologia, uma grande massa de ar seco predomina sobre a região, elevando as temperaturas em pleno inverno nos próximos dias. O fenômeno contribui para o risco de incêndios.

Combates na região

Em Ituverava, o fogo atingiu um canavial às margens da estrada vicinal que liga a cidade ao distrito Capivari da Mata. As chamas atravessaram de um lado para o outro da pista e foi necessário interromper o trânsito.

De acordo com a PM, o controle foi feito pela própria usina, com apoio de um caminhão pipa enviado pela prefeitura. O Corpo de Bombeiros não chegou a ser acionado. Ninguém ficou ferido.

Em Batatais, o fogo foi na mata que fica perto do aeroporto, no bairro Jardim Gabriela. As chamas começaram por volta das 13h.

Segundo a Polícia Militar, elas chegaram próximo às casas, mas foram controladas por uma equipe da prefeitura, com auxílio de um caminhão pipa da prefeitura. Apesar do susto, ninguém ficou ferido e nenhuma residência foi atingida.

Já em Barretos, moradores registraram incêndios de grandes proporções nos bairros Idê Daher e Baptista Anania.

Para controlar o fogo no capim seco, foram utilizadas bombas costais. Bombeiros municipais, bombeiros militares, caminhões pipa da prefeitura e de usinas da região apoiaram o trabalho.

Em Morro Agudo, um canavial pegou fogo na altura do quilômetro 117 da Rodovia Altino Arantes.

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros não foram acionados, mas o combate foi realizado por funcionários de uma usina. Uma parte da rodovia precisou ser interditada. Ninguém ficou ferido.