BASF
Açúcar: Mercado

Produção de açúcar deve ter superávit, mas pouco acima de 1 mi t, diz Sucden


Agência Estado - 30 nov 2016 - 14:57

A trading Sucden estima que após dois anos de déficit de açúcar no mercado mundial, a safra 2017/2018 da commodity, a ser iniciada apenas em outubro do próximo ano, poderá ter um superávit pouco acima de 1 milhão de toneladas.

Anteriormente, o diretor de pesquisa do grupo francês Sucden, Emmanuel Jayet, havia mencionado a possibilidade de um excedente de cerca de 2 milhões de toneladas em 2017/18.

Agora, no entanto, a companhia prevê um excedente entre oferta e demanda entre 1,1 milhão e 1,4 milhão de toneladas no próximo período, ante um déficit de 4,5 milhões a 4,8 milhões na atual safra e um acumulado de 10 milhões de toneladas desde 2015/2016.

Segundo o trader Eduardo Costa Carvalho, da Sucden, apesar da recuperação no balanço global do açúcar, causada principalmente pelo aumento na produção da Índia, o superávit esperado para 2017/2018 é pequeno e manterá os fundamentos de preços positivos do produto.

A produção na Índia deve sair de 22,8 milhões de toneladas de açúcar para 28,12 milhões de t, puxada principalmente pela recuperação nas lavouras da região Mahrarashtra, um dos maiores produtores daquele país.

No Centro-Sul do Brasil, a expectativa é de uma produção de 34,4 milhões de toneladas de açúcar em 2017/18 (abril a março), ante 35,13 milhões de t no período anterior.

"O que pode mudar o mercado são os movimentos técnicos de especuladores na Bolsa diante de incertezas macroeconômicas que possam surgir em 2017", disse Carvalho no 15º Seminário Sobre Produtividade e Redução de Custos, em Ribeirão Preto (SP). Com isso, "a tendência é de preços firmes também para a safra 2018/2019 brasileira", cuja moagem começa em abril de 2018, ainda na segunda metade da safra global 2017/2018.

Com edição novaCana.com


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail