BASF
Açúcar: Mercado

Preço do açúcar bruto avança na ICE após mínima de sete meses e meio


Reuters - 21 mai 2019 - 07:10

Os contratos futuros do açúcar bruto na ICE avançaram nesta segunda-feira, por coberturas de vendidos por especuladores e com o real levemente mais firme, após baterem mínima de sete meses e meio na última sessão.

O contrato julho do açúcar bruto fechou em alta de 0,07 centavo de dólar, ou 0,6%, a 11,62 centavos de dólar por libra-peso, após cair até 11,43 centavos na sexta-feira, sua mínima desde 1º de outubro.

Os preços foram sustentados por coberturas de vendidos especulativas e pela moeda mais forte no Brasil, disseram operadores.

Na semana finalizada em 14 de maio, especuladores aumentaram suas posições vendidas líquidas nos futuros do açúcar bruto na ICE para o maior nível desde setembro.

preco acucar 210519

Operando próximo a mínimas de oito meses ante o dólar, o real apoiou o açúcar ao registrar maior firmeza nesta segunda-feira. O real mais forte pode desencorajar vendas de commodities precificadas em dólar, como açúcar e café, por produtores.

“Para o momento, o real fraco é o assunto dominante. As pessoas estão preocupadas com a possibilidade de o novo governo do Brasil não ter sucesso em suas reformas”, disse Stefan Uhlenbrock, analista da F.O. Licht. Ele acrescentou, entretanto, que os preços do açúcar não devem cair demais a curto prazo, dadas a grande parcela de posições vendidas com especuladores.

A indústria de etanol do Brasil, historicamente baseada quase totalmente em cana-de-açúcar, agora busca um avanço na utilização do milho, à medida que agricultores aumentam as produções do cereal.

O contrato agosto do açúcar branco fechou em alta de 1,70 dólar, ou 0,5%, a 323,20 dólares por tonelada.

Ayenat Mersie e Maytaal Angel