PUBLICIDADE
ARMAC
Açúcar: Mercado

Porcentual de produção de açúcar na safra 2022/23 deve cair, estima HedgePoint


Agência Estado - 22 mar 2022 - 09:13

A HedgePoint Global Markets reduziu de 140,1 quilos por tonelada para 138,9 kg/t sua estimativa para a concentração de Açúcar Total Recuperável (ATR) da safra 2022/23 de cana-de-açúcar no Centro-Sul do Brasil. A perspectiva para o mix de produção das usinas também foi alterada: a parcela da cana dedicada à produção de açúcar passou de 46% para 44,5% na estimativa da companhia.

Em relatório assinado pela analista Lívea Coda, a empresa justifica que as chuvas desde setembro contribuíram para o desenvolvimento da cana do segundo semestre, ao mesmo tempo em que as tornaram pouco menos concentradas, reduzindo o ATR no pico da safra. Ela destaca que ainda é necessário aguardar as chuvas em abril e maio para ter uma ideia melhor do que acontecerá no final do período de moagem.

O mix, diz o boletim, foi alterado por alguns motivos. O primeiro é a necessidade de capital de algumas usinas para se manter em funcionamento, o que deve levar muitas delas a aproveitar os bons preços de etanol neste momento e dedicar fatia relevante da cana à produção do biocombustível no início da temporada.

Além disso, a companhia revisou seu modelo do ciclo Otto para incluir uma demanda extra por combustíveis, que daria suporte aos preços do etanol. O etanol, diz o relatório, já está “respondendo à volatilidade internacional do petróleo, tornando-o ainda mais atrativo para as usinas”.

A estimativa de moagem de cana na próxima temporada foi mantida em 551 milhões de toneladas. Em razão da mudança de mix, a produção esperada de açúcar caiu de 33,8 milhões de toneladas para 32,5 milhões de toneladas. A de etanol anidro subiu de 9,2 bilhões de litros para 9,4 bilhões de litros; e a de hidratado, de 15,3 bilhões de litros para 15,6 bilhões de litros.

O principal risco para a visão da companhia, diz o relatório, é a ação do governo – os projetos de lei em tramitação no Congresso podem causar queda no preço do etanol e retirar o prêmio do biocombustível sobre o açúcar. A guerra entre Rússia e Ucrânia também fica no radar, já que uma solução pacífica pode levar à correção de preços.

Augusto Decker


PUBLICIDADE BASF GIGA INTERNAS BASF GIGA INTERNAS

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x