Açúcar: Mercado

Jornal Nacional: Consumidores estão pagando até 40% mais caro pelo açúcar

Valor da saca já é o mais alto dos últimos quatro anos. Veja as explicações para disparada do preço na prateleira.


Jornal Nacional - 03 nov 2015 - 11:30

jn-acucar-031115

O Brasil produz mais da metade do açúcar vendido no mundo todo. Mas, nas últimas semanas, o consumidor brasileiro está pagando até 40% a mais pelo produto.

Os doces ficaram mais amargos nas últimas semanas. Pelo menos para o bolso. "Pelo preço do açúcar, os doces também subiram bastante", diz uma mulher.

Subiram mesmo. Em um supermercado, os produtos à base de açúcar estão de 15% a 20% mais caros. E o açúcar cristal aumentou ainda mais. O saco de 5kg passou de R$ 6,29, pra R$ 8,90. Aumento de 41%, só em outubro.

"As coisas vêm subindo numa velocidade maior do que o salário das pessoas”, comenta o bancário Thiago Ferreira.

A explicação para o aumento está nas usinas. Este ano, o setor decidiu produzir mais álcool que açúcar. Como houve aumento de 20% no consumo de álcool em todo o país, a produção de açúcar ficou um pouco de lado.

Com a oferta menor no Brasil e a desconfiança de que a Índia, segundo maior produtor de açúcar do mundo, não consiga cumprir todos os acordos de exportação, os preços dispararam no mercado internacional. A saca de 50kg do açúcar cristal que era vendida a R$ 55,82 no início de outubro, atingiu R$ 70,84, o valor mais alto dos últimos quatro anos.

"Como a gente exporta dois terços da produção, o preço do mercado interno do açúcar é atrelado ao mercado externo e com isso aumentou", afirma o diretor de usina Antônio Eduardo Tonielo Filho.

A alta do dólar também influenciou no aumento de preços do açúcar. "No mercado interno, o dólar teve uma valorização. Então, as exportações acabaram beneficiando o setor que até então tinha sido prejudicado nos anos anteriores", explica o professor de economia da USP José Carlos de Lima Júnior.

Esta loja de doces não conseguiu segurar os preços. "Não tem como. A indústria hoje, principalmente a pequena e média indústria, ela não tem estoque de açúcar, como nós também não conseguimos fazer o estoque de todos os produtos", diz o comerciante João Pedro de Oliveira.

Para não pagar mais caro, o consumidor só tem uma alternativa: diminuir.

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x