PUBLICIDADE
BN novacana 1300x150
Açúcar: Mercado

Desoneração do açúcar beneficia mais consumidor, dizem analistas


Reuters - 13 mar 2013 - 09:22

A desoneração tributária do açúcar anunciada na sexta-feira pela presidente Dilma Rousseff vai beneficiar os consumidores, ao reduzir o preço do produto no varejo, mas dificilmente ajudará os usineiros a recomporem sua margem de lucro ou melhorarem suas perspectivas de produção de exportação, disseram analistas na terça-feira.

Para tentar conter a inflação e estimular o consumo, após dois anos de fraco crescimento econômico, o governo eliminou a cobrança do PIS/Cofins e do IPI sobre os produtos da cesta básica, inclusive o açúcar.

O presidente da consultoria Datagro, Plinio Nastari, disse que a desoneração fará com que o açúcar tenha uma redução em torno de 0,05 real por quilo.

"Isso não ajudará a remunerar o produtor de açúcar, então as exportações de açúcar e etanol não devem ser afetadas", disse ele.

Com uma redução tão pequena no preço, dificilmente o consumo interno terá um aumento significativo, num momento em que os preços já estão pressionados no Brasil --como o resto do mundo-- pelo excesso de oferta do produto.

Os preços no mercado de futuros de Nova York se recuperaram para cerca de 19 centavos de dólar por libra-peso recentemente, o que continua a ser um valor inferior ao custo de produção nas usinas brasileiras, segundo Nastari.

Os exportadores brasileiros de açúcar e álcool já estavam isentos do PIS/Cofins e IPI, que incidia só sobre a produção voltada ao mercado interno.

Julio Maria Borges, presidente da consultoria local JOB Economia, disse que, num momento de excesso de oferta no mercado, como agora, as usinas têm poucas opções senão repassar a desoneração para o consumidor, mantendo reduzida a sua margem de lucro.

"A eliminação do PIS/Cofins e do IPI não é relevante para as usinas", disse Borges.

Analistas dizem que a enorme safra de cana que já começou a ser processada em algumas localidades, estimada em cerca de 600 milhões de toneladas, terá um efeito muito maior do que o alívio fiscal para o preço local do açúcar.

Reese Ewing


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE


x