Açúcar: Mercado

[Cepea] Exportação de açúcar volta a remunerar mais que as negociações internas


Cepea/Esalq - 23 jun 2020 - 10:30

Com a valorização do dólar frente ao real na última semana, cálculos do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq-USP, mostram que as exportações do açúcar cristal voltaram a remunerar mais que as negociações no mercado spot paulista.

O Cepea lembra que, nas duas primeiras semanas de junho, o mercado doméstico havia recuperado a vantagem sobre o externo, após as exportações terem mostrado maior remuneração ao longo de maio.

De 15 a 19 de junho, porém, enquanto a média semanal do Indicador de Açúcar Cristal Cepea/Esalq foi de R$ 76,15 por saca, as cotações do contrato nº 11 da ICE Futures (Bolsa de Nova York) com vencimento em julho de 2020 equivaleriam a R$ 80,20 por saca. Desta maneira, as vendas externas remuneraram 5,32% a mais do que as do açúcar no spot paulista.

Segundo os pesquisadores, a valorização do dólar frente ao real tem estimulado as exportações do açúcar, diminuindo a oferta interna do adoçante. Por este motivo, na última semana, pesquisas do Cepea apontam que as negociações domésticas do cristal estiveram mais aquecidas no spot de São Paulo, com compradores demandando maiores volumes.

As usinas consultadas pelo Cepea buscaram manter os valores das suas ofertas, mas chegaram a baixar os preços para quantidades mais elevadas.