BASF
Açúcar: Mercado

Com usina mais flexível, preços do açúcar caem em São Paulo


Agência Estado - 11 fev 2016 - 09:02

Os preços do açúcar cristal estão em queda no mercado spot paulista desde o final de janeiro. Agentes de usinas baixaram os valores de suas ofertas em meio à demanda doméstica enfraquecida. Apesar de um maior volume de açúcar já estar comprometido por meio de contratos, algumas usinas têm liquidado as quantidades adicionais em estoque, já que pretendem iniciar a moagem da nova safra (2016/17) na segunda quinzena de março. Na sexta-feira, 5, o Indicador Cepea/Esalq do açúcar cristal cor Icumsa entre 130 e 180, mercado paulista, fechou a R$ 82,30/saca de 50 kg, baixa de 1,26% em relação à sexta-feira anterior, 29 de janeiro.

Outro fator que influenciou o recuo interno foi a desvalorização do açúcar demerara na Bolsa de Nova York (ICE Futures). No acumulado das últimas duas semanas (de 22 de janeiro a 5 de fevereiro), o contrato nº 11 de açúcar demerara (Março/16) caiu 8%, pressionado pela fraca demanda mundial e por liquidações de posições compradas.

Já no acumulado da última semana (de 29 de janeiro a 5 de fevereiro), as cotações de Nova York tiveram suporte da valorização do Real frente ao dólar – no período, o contrato nº 11 de açúcar demerara (Março/16) na ICE Futures subiu 1%, fechando a 13,27 centavos de dólar por libra-peso no dia 5. Em Londres (Euronext Liffe), o contrato de açúcar refinado com vencimento em Março/16 recuou 2,7% de sexta a sexta, fechando a semana a US$ 396,00/tonelada.

Com relação à paridade, de 1º a 5 de fevereiro, as vendas de açúcar cristal no spot paulista remuneraram 14,35% a mais que as externas. Enquanto a média semanal do Indicador de Açúcar Cristal Cepea/Esalq foi de R$ 82,48/sc, as cotações do contrato nº 11 da ICE Futures, com vencimento em Março/16, equivaleriam a R$ 72,13/sc. Para esse cálculo, foram consideradas as médias semanais de US$ 48,05/t de fobização, de US$ 103,00/t de prêmio de qualidade e dólar de R$ 3,9356.

O Indicador de Açúcar Cristal Esalq/BVMF referente ao produto posto no porto de Santos ou com custos equivalentes, sem impostos, cor Icumsa máxima de 150, que inclui vendas domésticas e para exportação, caiu 2,4% na semana, fechando a sexta-feira a R$ 80,56/saca 50 kg.

No mercado atacadista do estado de São Paulo, o Indicador de Cristal Empacotado fechou a R$ 9,3029/saca de 5 kg na sexta-feira, baixa de 1,32% sobre a sexta anterior. Já o açúcar refinado amorfo fechou a R$ 2,2174/saca de 1 kg, alta de 0,32% no mesmo período.

No Nordeste, as negociações no spot estão lentas e os preços, estáveis. Algumas usinas estão fora do mercado e aguardam aumento nos valores para voltar a ofertar, enquanto outras já encerraram os estoques e devem voltar a ofertar apenas na próxima safra.

No mercado de etanol, o indicador semanal Cepea/Esalq do anidro combustível subiu 1,63% e o hidratado, 2% em relação à semana anterior. Frente ao açúcar cristal, que acumulou queda de 1,26% entre as duas sextas-feiras, cálculos do Cepea mostram que o açúcar remunerou 31,65% a mais que o anidro e 37,14% a mais que o hidratado.