Açúcar: Mercado

Açúcar bruto recua de máxima recente na ICE; março é negociado a 16,10 cents/libra


Reuters - 20 jan 2021 - 07:10

Os contratos futuros do açúcar bruto recuaram nesta terça-feira, afastando-se da máxima de três anos e meio registrada na semana passada, em meio a um movimento de realização de lucros após a forte alta recente do mercado.

O contrato março do açúcar bruto fechou em queda de 0,35 centavo de dólar, ou 2,1%, a 16,10 centavos de dólar por libra-peso. O primeiro contrato atingiu uma máxima de três anos e meio na semana passada, a 16,75 centavos.

Operadores disseram que um enfraquecimento na demanda chinesa após a onda de compras do ano passado e as perspectivas de um novo aumento nos estoques da Índia estão entre os fatores baixistas.

A China importou 5,27 milhões de toneladas de açúcar em 2020, alta de 55,5% na comparação anual.

A Índia deve produzir um excedente de açúcar pelo quinto ano consecutivo em 2021/22, à medida que produtores aumentam a área de plantio, encorajados pelas chuvas e pelos incentivos governamentais às exportações, disseram quatro membros da indústria.

O açúcar branco para março recuou 16,30 dólares, para 451,20 dólares a tonelada, após tocar uma máxima de três anos e meio na segunda-feira, a 468,70 dólares.

Marcelo Teixeira e Nigel Hunt