Açúcar: Exportação

[Fotos e vídeos] Incêndio de grandes proporções atinge armazéns da Copersucar em Santos


Agências - 18 out 2013 - 08:32 - Última atualização em: 18 out 2013 - 12:03
Incêndio na Copersucar em Santos
Um incêndio atinge dois armazéns da maior comercializadora de açúcar brasileira, a Copersucar, no Porto de Santos e ameaça atingir um terceiro, afirmou o Corpo de Bombeiros de Santos nesta sexta-feira.

Os bombeiros informaram que os armazéns em chamas são os de número 20 e 21. Pelo menos 15 viaturas e 32 homens tentam controlar o fogo. Ainda não há informações confirmadas sobre vítimas.

Por volta das 6h, as pessoas que trabalham no Porto de Santos ouviram uma grande explosão. O fogo tomou conta de três armazéns de açúcar, sendo que em dois deles o teto já desabou. Apesar das tentativas dos bombeiros, o fogo continua se alastrando e a nuvem de fumaça pode ser vista de outras cidades da região. No momento, um navio estava sendo atracado no local, mas já foi retirado.

Equipes dos Bombeiros e da Guarda Portuária estão trabalhando para tentar controlar o fogo que está se alastrando para outros locais. O armazém 11 é um dos que está sendo consumido pelo fogo. Funcionários do armazém estão ajudando os bombeiros para evitar que o fogo se espalhe ainda mais.

A nuvem de fumaça negra pode ser observada de praticamente todos os bairros de Santos.

A fumaça grossa e escura na região do Porto me chamou a atenção de imediato. Não da pra sentir nenhum cheiro, mas a fumaça segue intensa e a imagem impressiona", afirma o jornalista Walmir Lopes.

Fotos do incêndio

Incêndio nos armazéns da Copersucar em Santos

Armazéns da Copersucar pegando fogo e sinais de fumaça
Fogo e fumaça tomam conta de parte do porto de Santos

Atualização 9h30: O incêndio alcançou cinco armazéns do terminal da Copersucar, no Porto de Santos. De acordo com informações da Codesp, o fogo afeta os terminais 20 e 21, no cais, e 6, 11 e 15, na retaguarda do porto. Esses armazéns têm capacidade para armazenar entre 50 mil e 100 mil toneladas de açúcar.

O incêndio começou na esteira do armazém 20. O equipamento é feito de borracha e, por isso, o fogo se alastrou rapidamente. O teto do armazém 11, com capacidade de cem mil toneladas, desabou, assim como uma das esteiras.

O fogo ainda não foi controlado e várias equipes de bombeiros estão resfriando as instalações em volta dos armazéns afetados para evitar que o incêndio se alastre ainda mais. O plano de emergência de Santos foi acionado, mas, com exceção do terminal da Copersucar, todo o resto do porto funciona normalmente.

Até o momento a informação é que houve três feridos leves, com pequenas escoriações, que já foram atendidos e passam bem.

Vídeo do terminal da Copersucar

incendio4-copersucar-181013

Atualização 10h36: Estima-se que o fogo tenha afetado cerca de 300 mil toneladas do produto. A Copersucar não confirmou o volume, e por meio de sua assessoria disse que ainda não tem detalhes sobre a dimensão ou extensão do prejuízo causado pelo incêndio.

"Três armazéns foram destruídos pelo fogo e estamos controlando o fogo agora no quarto", disse o Corpo de Bombeiros de Santos, acrescentando que pelo menos quatro pessoas ficaram feridas. Outro representante dos bombeiros afirmou que os armazéns "parecem isolados, mas tem esteiras subterrâneas e o fogo se propaga com facilidade pelo açúcar".

A América Latina Logística (ALL) faz o transporte de açúcar para a Copersucar até o terminal e afirmou que ainda não tem como estimar os impactos em suas operações. A empresa já registrou queda seus volumes transportados nas ferrovias por problemas no Porto de Santos após dois acidentes de junho em dois terminais importantes da ALL, o Terminal de Granéis do Guarujá (TGG) e Terminal XXXIX (borda direita).

A Copersucar inaugurou em junho a expansão de seu terminal no porto de Santos, que duplicou sua capacidade de exportação para 10 milhões de toneladas. Na ocasião, a empresa informou que já havia investido 400 milhões de reais no complexo do Porto de Santos desde 1998, quando foi inaugurado. A Copersucar tem seis armazéns no porto de Santos.

Atualização 11h20: O incêndio nos armazéns da Copersucar foi controlado próximo das 11 horas da manhã. Três armazéns ficaram completamente destruídos e um quarto foi apenas atingido. Cada prédio tinha 9 mil metros quadrados, de acordo com os bombeiros.

A assessoria de imprensa da Copersucar informou que, pelo menos quatro brigadistas ficaram levemente feridos. "Sobre o incêndio ocorrido hoje no Porto de Santos, atingindo instalações da Copersucar, a primeira e principal prioridade é o combate ao incêndio e o atendimento a eventuais vítimas. Há quatro brigadistas feridos, sem gravidade, e já devidamente atendidos. As causas do incêndio estão sendo apuradas", comunicou, em nota, a Copersucar.

O Corpo de Bombeiros informou que 25 viaturas e 60 bombeiros atuam no local, agora nas operações de rescaldo. A assessoria de imprensa confirmou que foi preciso bombear água do mar para ajudar no combate às chamas.

Atualização 11h47: Mais imagens do acidente
Fotos do incendio
incendio6-copersucar-181013
Imagens do fogo em Santos - SP

Vídeo mostra esteiras gigantes desabando durante incêndio no Porto

incendio8-copersucar-181013

Com informações da Reuters, Jornal O Tempo, Valor Econômico e G1

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail