Açúcar: Exportação

Europa pode quadruplicar exportação de açúcar com fim da quotas em 2017


Agrodigital - Portugal - 26 jan 2015 - 09:26 - Última atualização em: 29 nov -1 - 20:53

O fim das quotas de açúcar em 2017 pode ser uma grande oportunidade para que a União Europeia recupere a sua posição no mercado internacional, segundo a Agritel, consultora dos mercados agrícolas.

Com a reforma da Organização Comum de Mercado (OCM) em 2006, a produção comunitária reduziu cerca de 30 por cento e colocou a União Europeia como o terceiro produtor mundial com 15 milhões de toneladas, depois do Brasil, com 40 milhões e da Índia, com um total de 25 milhões de toneladas.

A procura mundial de açúcar poderá aumentar até 2023 cerca de 40 por cento, devido ao aumento de consumo por parte da China e África. Por esta razão, a Agritel vê uma oportunidade de crescimento para o setor de produção de açúcar comunitário, assim como também para aumentar a presença no mercado internacional, prevendo-se que as exportações podem passar das atuais 1,5 milhões de toneladas para cinco a seis milhões.

Apesar desta previsão positiva, a Agritel não coloca de lado que um panorama sem quotas também suponha uma maior volatilidade dos preços. Por este motivo, acredita ser necessário contar com um contrato específico de açúcar em euros por toneladas. O açúcar é objecto de contrato na Bolsa de Chicago e na de Londres.

 


PUBLICIDADE BASF_NOV_INTERNAS BASF_NOV_INTERNAS

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x