BASF
Açúcar: Exportação

Cresce volume de açúcar e etanol exportado em maio


Reuters - 03 jun 2013 - 17:16 - Última atualização em: 29 nov -1 - 20:53

As exportações de açúcar do Brasil somaram 1,896 milhão de toneladas em maio, alta de quase 10 % ante igual período do ano passado, em meio ao avanço da moagem no centro-sul do Brasil.

Os números desta segunda-feira, da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), mostraram ainda que o embarque também superou em 12,6% o volume embarcado em abril, de 1,684 milhão de toneladas.

Os dados incluem as vendas de açúcar em bruto e refinado do Brasil, maior produtor e exportador global da commodity.

Sozinha, a exportação de açúcar bruto do Brasil em maio somou 1,44 milhão de toneladas.

O crescimento nas exportações do açúcar vem na esteira do aumento da moagem e produção de açúcar e etanol no centro-sul, região que responde por mais de 90 % da safra nacional da commodity.

A moagem da cana no centro-sul atingiu, até meados de maio, 81 milhões de toneladas, salto de 132 % ante mesmo período do ano passado, quando questões climáticas atrasaram o início da safra.

No acumulado do ciclo 2013/14, a produção de açúcar subiu para 3,76 milhões de toneladas (alta de 140 % versus igual período) e a de etanol para 3,25 bilhões de litros (alta de 146 %).

Contudo, a receita com as vendas de açúcar no mês recuou 12 %, para 850,5 milhões de dólares, refletindo os baixos preços da commodity no mercado internacional.

Os preços futuros da commodity na bolsa de Nova York, que servem de referência para o mercado internacional, estão operando no menor valor desde meados de 2010 (base primeiro contrato), mas as usinas travaram antecipadamente boa parte das vendas acima dos valores atuais da bolsa.

Etanol exportado

O Brasil exportou em maio 139,8 milhões de litros de etanol, 36,6% acima dos 102,3 milhões de litros embarcados em abril, mas 5,7% menos que os 148,3 milhões de litros apurados em maio de 2012. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic).

A receita com a venda do combustível somou US$ 93,9 milhões em maio, uma alta de 30,6% ante os US$ 71,9 milhões registrados em abril. Em relação ao mesmo período do ano passado, quando os embarques geraram US$ 113,2 milhões, a queda foi de 17%.

Agencia Estado e Reuters