Açucar

Cetesb multa Copersucar em R$ 193 mil por incêndio ocorrido em Santos


Valor Econômico - 08 nov 2013 - 13:39 - Última atualização em: 29 nov -1 - 20:53

A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) multou a Copersucar em 10.000 Unidade Fiscal do Estado de São Paulo (UFESPs), o correspondente a R$ 193,7 mil, em virtude do lançamento de efluentes líquidos e de resíduos de açúcar, no canal do Porto de Santos (SP). O terminal portuário da Copersucar, a maior trading de açúcar e etanol do mundo, foi acometido no dia 18 de outubro por um incêndio de grandes proporções que paralisaram os embarques de açúcar da empresa.

Segundo a Cetesb, os resíduos lançados foram provenientes das ações de controle realizadas em função do incêndio. O acidente causou a poluição das águas dos estuários e impactos ambientais, como a mortandade de peixes, crustáceos e répteis, conforme conclusão das análises de laboratório. Elas atestaram que a calda formada pela queima do açúcar e as baixas concentrações de oxigênio na água foram as responsáveis pela morte dos organismos aquáticos.

Além da penalidade, a Cetesb fez exigências que devem ser cumpridas de imediato pela Copersucar. Entre elas, a execução de varrição de pisos internos e externos da área portuária atingida pelo incêndio, limpeza e lavagem das galerias e caixas pluviais. Ainda, a Copersucar terá que dar uma destinação adequada a todos os resíduos gerados no local, e adequar os sistemas de drenagens e recolhimento de águas residuárias do terminal portuário.

Em nota, a Copersucar informou que recebeu a notificação, que está em análise jurídica. Ainda, que os procedimentos exigidos pela Cetesb já vêm sendo adotados pela companhia desde o término do combate ao incêndio.

Fabiana Batista


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail