Vallourec
Usinas

Usina Vale do Paranaíba, do Grupo João Lyra, é arrematada em leilão por R$ 206 milhões


novaCana.com - 05 dez 2017 - 15:12 - Última atualização em: 06 dez 2017 - 07:12

Com o lance mínimo de R$ 206,385 milhões, uma empresa de Carmo do Rio Verde (GO) foi a vencedora do leilão da Usina Vale do Paranaíba, parte da massa falida da Laginha Agroindustrial, do empresário João Lyra. Atualmente, o processo de falência do grupo tem um valor superior a R$ 2 bilhões e os ativos estão sendo vendidos para liquidar a dívida por ordem de prioridade.

O leilão, que deveria ter sido encerrado na última quinta-feira (30), foi prorrogado até às 14h de hoje (5). A Usina Vale do Paranaíba está localizada em Capinópolis (MG) e tem uma capacidade de moagem de 1,656 milhão de toneladas de cana-de-açúcar por safra, além de uma área para canavial de 3,21 mil hectares e uma pista de pouso.

Para completar, além da Usina Vale do Parnaíba, outra unidade mineira de João Lyra também foi a leilão, embora permaneça sem interessados. Avaliada em R$ 223,04 milhões, a Triálcool tem capacidade de moagem de 1,76 milhões de toneladas por safra e uma área de 6,05 mil hectares para canaviais.

Nesse caso, como não houveram lances até 30 de novembro, data prevista para encerramento do leilão, a unidade agora pode receber ofertas com 40% de desconto, ou seja, a partir de R$ 133,82 milhões. O certame foi prorrogado até às 14h de quinta-feira (7), de modo que possíveis interessados possuem pouco menos de 48 horas para apresentarem seus lances.

Saiba mais:

- Detalhamento das unidades e do certame
- Empresas que demonstraram interesse nas usinas
- Gráficos com histórico de moagem e de produção de açúcar e etanol
- Destinação dos valores arrecadados

exclusivo assinantes

O texto completo desta página
está disponível apenas aos assinantes do site

veja como é fácil e rápido assinar