Gestora de fundos Amerra apresenta proposta para compra da Usina São Fernando, de Bumlai

A gestora de fundos Amerra, com sede em Nova York, está negociando a compra da Usina São Fernando, atualmente administrada pelos filhos do empresário José Carlos Bumlai, segundo o Valor Econômico.

O BNDES, um dos maiores credores da empresa, recebeu uma proposta onde o fundo se compromete a quitar a dívida em atraso da usina com o banco, no valor de R$ 30 milhões. Além disso, o fundo parcelaria o restante – que soma quase R$ 270 milhões – em 17 anos fixado pela Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP). Essa seria a segunda proposta do fundo que, anteriormente, não previu a quitação dos valores em atraso.

Apesar das negociações ainda terem que percorrer um longo caminho, já que a Usina São Fernando está em recuperação judicial, a venda da unidade, cedo ou tarde, é dada como certa por algum comprador.

A usina possui uma dívida nominal total de R$ 1,5 bilhão. Segundo o Valor, a proposta da Amerra ainda envolve o pagamento de R$ 50 milhões ao Banco do Brasil e de uma primeira parcela, também de R$ 50 milhões, a demais credores. Somando-se isso aos R$ 50 milhões que o fundo planeja investir em plantio de cana-de-açúcar, a proposta implica no desembolso inicial de R$ 450 milhões.

Desafios pelo caminho

As negociações para a venda da São Fernando, entretanto, ainda dependem de uma série de etapas. Segundo o Valor Econômico, o BNDES está aberto para negociações. A princípio, o grupo argelino Cevital também teria demonstrado interesse na usina, mas ainda não fez uma proposta.

Além da possível competição, um dos principais pontos em questão na proposta apresentada pela Amerra estaria na utilização da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP). Atualmente em 7,5% ao ano, ela passaria a incidir sobre o restante da dívida, mas existe a possibilidade de que a TJLP deixe de existir. De acordo com o Valor, essa possibilidade já foi considerada pela própria gestora de fundos, que prevê a substituição da taxa pelo ‘indicador que a suceder’.

novaCana.com
Com informações do Valor Econômico

Etanol e Cana direto em seu email

Antes de sair, cadastre-se para receber as principais notícias do setor
Obrigado, não quero ficar informado.
Esqueci minha senha close modal