Família Bumlai vai propor a credores venda de usina de etanol em MS

Usina tem dívida nominal de R$ 1,320 bilhão, segundo consultoria. Assembleia de credores será no dia 9 de março, em Dourados.

A família do empresário sul-mato-grossense José Carlos Bumlai, preso no âmbito das investigações da operação Lava Jato, vai propor na assembleia geral dos credores da usina sucroenergética São Fernando, em Dourados, a 214 quilômetros de Campo Grande, a venda da empresa por meio possivelmente de um leilão judicial.

A indústria, que produz etanol, açúcar e cogera bioeletricidade, está em processo de recuperação judicial desde 2013 e tem uma dívida nominal de R$ 1,320 bilhão, sendo 99% com bancos e fornecedores.

A assembleia geral dos credores foi marcada pelo juiz da 5ª Vara Cível de Dourados, Jonas Hass Silva Júnior, para às 9h, do dia 9 de março, no espaço Cerrado Brasil, em Dourados. Caso seja necessário, a segunda convocação também já tem data definida, 16 de março, no mesmo horário e local.

A usina pertence a holdings dos filhos de Bumlai. Segundo a EXM Partners, consultoria que assessora o grupo São Fernando no processo de reestruturação, a proposta é que para a venda, os ativos constituam uma Unidade Produtiva Isolada (UPI), que inclua a usina de cana-de-açúcar e as duas unidades de cogeração.

Wendel Caleffi, sócio da EXM Partners, explicou ao G1 que três grupos empresariais, alguns internacionais, já demonstraram interesse na aquisição da usina. Ele comentou que a expectativa é que com uma negociação com os credores um destes grupos adquira a usina assumindo um endividamento menor que o valor nominal, em torno dos R$ 850 milhões.

A indústria, conforme Caleffi, segue operando. A moagem da safra 2016/2017 deve ser concluída até 20 de março, com a projeção do processamento de 2,3 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, um volume acima da safra passada. Com capacidade instalada de 4,2 milhões de toneladas, a indústria tem, de acordo com o consultor, 1,3 mil colaboradores diretos e pelo menos 2 mil indiretos.

Anderson Viegas

Etanol e Cana direto em seu email

Antes de sair, cadastre-se para receber as principais notícias do setor
Obrigado, não quero ficar informado.
Esqueci minha senha close modal