Entenda quantos litros são necessários para obter um CBio e a variação entre os diferentes biocombustíveis. E mais: as rotas de produção que entram na primeira fase do RenovaBio e sua correspondência em CBios

novaCana.com 17 mai 2018 - 12:05 - Última atualização em: 17 mai 2018 - 16:05

Imagine que o RenovaBio está em vigor e que você quer aproveitar as possibilidades de lucro que o programa traz. Você sabe quantos litros de biocombustível sua usina deve produzir para gerar um CBio? Será que a sua produção atual renderia uma quantidade significativa de CBios, ou até que ponto é interessante investir para melhorar sua nota de eficiência ambiental?

Para isso, é preciso projetar quanto custará um CBio no mercado brasileiro, o potencial de geração de CBio de cada biocombustível e como é o processo de produção das usinas. O novaCana aproveitou os cenários traçados pelo MME em relação ao preço do CBio e, com base na nota de uma usina genérica, que representa uma unidade média do setor, foram calculados os valores mais relevantes para as usinas.

O resultado é apresentado em uma série de tabelas e gráficos. Eles incluem:

- Quantos litros de etanol são necessários para gerar um CBio
- Receita obtida pelo setor (por produto) se o RenovaBio estive em vigor em 2017
- Os três cenários de preços do CBio
- As diferenças entre anidro e hidratado nos cenários apresentados
- Comparação prática entre as diferentes rotas de produção de etanol

BL RenovaBio renovacalc combustíveis 14052019

BL RenovaBio mercado cbios 14052019

BL RenovaBio fossil x biocombustível 14052019

BL Renovabio etapas producao nota 14052018