As 89 maiores sucroenergéticas: vendas e lucros crescem, mas endividamento segue alto

Resultado com vendas em 2016 supera o do ano anterior e traz otimismo para o setor

Para quem está procurando esperança, o rendimento das maiores companhias do setor sucroenergético em 2016 pode trazer animação. Mesmo os ânimos mais cautelosos podem se acender com os resultados, que sentiram os efeitos dos bons preços do açúcar no período.

O ranking das mil maiores empresas do país por faturamento traz informações das 89 principais companhias do país e mostra que, para os maiores nomes do setor sucroenergético, 2016 foi um ano mais favorável, com uma visível recuperação.

Juntas, essas companhias que representam o segmento faturaram US$ 27,2 bilhões – valor 40,2% superior aos US$ 19,4 bilhões do ano anterior. Além desse crescimento no valor total das vendas líquidas, o setor também viu uma leve melhora no número de empresas que aparecem no ranking: 89 em 2016 contra 88 em 2015.

Leia mais:

- Ranking das companhias com as maiores vendas líquidas de 2016
- Análise da evolução de indicadores financeiros do setor de 2009 até 2016
- Evolução das principais empresas sucroenergéticas, considerando vendas, resultados financeiros e endividamento

O texto acima é apenas uma breve introdução. Para ver esta página completa clique aqui e assine.

exclusivo assinantes

O texto completo desta página
está disponível apenas aos assinantes do site

veja como é fácil e rápido assinar

Etanol e Cana direto em seu email

Antes de sair, cadastre-se para receber as principais notícias do setor
Obrigado, não quero ficar informado.
Esqueci minha senha close modal