Vallourec
Etanol: Mercado: Regulação

Firmas inspetoras: O novo agente do mercado de biocombustíveis

Para validar nota de eficiência energético-ambiental do RenovaBio, usinas precisam contratar certificadoras credenciadas na ANP


novaCana.com - 12 jun 2018 - 08:06

Para garantir a credibilidade do RenovaBio e a entrada do programa em bolsa de valores, o governo precisa saber se as usinas participantes cumprem com uma série de requisitos. Por meio de documentos comprobatórios, é possível quantificar as emissões de gases nocivos à atmosfera em cada parte do processo produtivo de biocombustíveis.

Organizar esta documentação e apresentá-la é uma tarefa que pode ser complexa, então surge a necessidade de um agente independente que se responsabilize pela veracidade das informações. No RenovaBio, essa função recai para novas personagens, que começarão a fazer parte do enredo de produção de biocombustíveis no Brasil: as firmas inspetoras.

Fazendo jus ao nome, essas companhias irão inspecionar as unidades produtoras que escolheram participar no RenovaBio e emitirão o Certificado da Produção Eficiente de Biocombustíveis. Com este documento, a usina terá sua nota de eficiência energético-ambiental e poderá aproveitar o que o programa tem a oferecer.

Saiba mais sobre as firmas inspetoras do RenovaBio:

- Funções dentro do programa
- Relacionamento com as usinas
- Requisitos da ANP para o credenciamento
- Consulta pública

exclusivo assinantes

O texto completo desta página
está disponível apenas aos assinantes do site

veja como é fácil e rápido assinar