Preço do etanol sobe pela quinta semana consecutiva em SP por demanda, diz Cepea

Os preços do etanol subiram pela quinta semana consecutiva nas usinas de São Paulo, apesar do período de colheita da cana-de-açúcar, impulsionados pela forte demanda, reforçada nos últimos dias pela necessidade de abastecimento de postos após a greve dos caminhoneiros, disse o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP, nesta segunda-feira.

O volume de etanol hidratado negociado na semana passada subiu 76 por cento ante o período anterior e teve alta de 116 por cento ante o início da safra, segundo o Cepea.

O preço do hidratado, segundo o indicador do Cepea, fechou a semana passada em 1,6966 reais por litro (na usina, sem impostos), aumento de 0,58 por cento em comparação a semana anterior.

Já o etanol anidro avançou para o nível mais alto da safra, ficando cinco vezes maior que no início da temporada. O Indicador em 1,855 reais por litro, avançando 1,87 por cento na semana.

"Do lado das usinas, algumas seguiram organizando os carregamentos que ficaram atrasados no período da greve", informou o Cepea, em análise, acrescentando que, em São Paulo, houve uma grande diferença dos preços negociados, devido à logística e necessidade de venda.

Etanol e Cana direto em seu email

Antes de sair, cadastre-se para receber as principais notícias do setor
Obrigado, não quero ficar informado.
Esqueci minha senha close modal