Vallourec
Etanol: Mercado

O mercado de etanol em 2030: Futuro depende de resultados do RenovaBio [12 indicadores]

Mesmo com o mercado de CBios já confirmado, governo praticamente mantém visão quanto ao crescimento do etanol no Brasil e até reduz a projeção de alguns indicadores


novaCana.com - 07 ago 2018 - 10:08

As projeções traçadas pela Empresa de Pesquisa e Energia (EPE) para o mercado de combustíveis são um bom termômetro de como o governo enxerga o setor de etanol – principalmente em um panorama que envolve um programa de incentivos.

Recentemente, o órgão, que é vinculado ao Ministério de Minas e Energia (MME), passou a considerar um ponto crucial: a aprovação do RenovaBio. Agora, cada um dos quatro cenários levantados pela EPE – pessimista e de baixo, médio e alto crescimentos – leva em consideração as diferentes possibilidades de valor dos CBios.

A EPE explica essa relação: “Com as metas de descarbonização definidas, haverá um estímulo para produção de biocombustíveis, o que aumentará a busca pelos CBios. Com tal sinalização econômica, espera-se que as usinas se sintam impulsionadas a produzir mais biocombustíveis e de forma mais eficiente, aumentando a oferta deste certificado e regulando seu preço no mercado, onde ele será comercializado”.

Confira, na versão completa, a perspectiva do governo para cada um destes cenários, levando em consideração 12 indicadores.

- Número de usinas
- Moagem de cana-de-açúcar
- Capacidade instalada
- Área plantada
- Produtividade agrícola
- Qualidade da cana
- ATR total
- Produção de açúcar
- Produção de etanol
- Exportação de etanol
- Demanda de combustíveis do Ciclo Otto
- Demanda de etanol

exclusivo assinantes

O texto completo desta página
está disponível apenas aos assinantes do site

veja como é fácil e rápido assinar