Consumo do Ciclo Otto tem ligeira queda em novembro de 2017 [30 gráficos sobre o mercado de combustíveis]

O volume consumido de etanol hidratado em novembro do ano passado foi 33% maior que em igual mês de 2016

O consumo do Ciclo Otto (menos GNV) atingiu um volume de 4,382 bilhões de litros em novembro de 2017. O volume representa uma ligeira queda, de 0,81%, em relação ao consumido no mesmo mês de 2016, quando os brasileiros compraram 4,418 bilhões de litros de combustíveis.

Os dados sobre o consumo de gasolina e etanol (convertido em gasolina equivalente) são da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Na comparação mês a mês, os consumidores também demandaram por menos combustíveis do que no período anterior. Em relação a outubro, quando foram comercializados 4,513 bilhões de litros de combustíveis, os volumes consumidos em novembro de 2017 foram 2,9% menores.

Ainda assim, no acumulado, a demanda de combustíveis segue em volume recorde. O total consumido até novembro de 2017 foi de 48,882 bilhões de litros, 1,19% acima do que no mesmo período de 2016 e o resultado mais alto nos últimos 18 anos.

consumo 02 otto mensal nov17 block

consumo 01 otto acumulado nov17 block

Consumo de etanol em novembro é 33% maior

Assim como registrado em outubro, os volumes de etanol consumidos em novembro foram superiores em relação aos mesmos meses de referência do ano anterior. Em novembro de 2017 foram consumidos 1,338 bilhão de litros do biocombustível, um montante 33% maior do que o 1,006 bilhão consumido no mesmo mês de 2016.

Na comparação mês a mês, entretanto, houve queda no consumo de hidratado. O volume do mês foi 2,8% menor em relação a outubro, quando foram demandados 1,377 bilhão de litros do biocombustível.

No acumulado, o volume de etanol comercializado de janeiro a novembro de 2017 foi 9,65% menor do que o vendido no mesmo intervalo de 2016. O consumo do biocombustível de cana-de-açúcar no período foi 12,144 bilhões de litros – frente à demanda de 13,442 bilhões de litros no ano anterior.

consumo 04 hidratado anual nov17 block

Consumo de etanol também cresce nos estados

Em São Paulo, nos últimos dois meses, o consumo de etanol também foi superior ao registrado em iguais períodos de 2016. Em novembro, o consumo no estado foi de 697 milhões de litros, volume 19% maior do que no mesmo mês do ano anterior. No entanto, o montante representa queda de 7% em relação a outubro, quando foram consumidos 750 milhões de litros do renovável de cana.

Já em Minas Gerais, o consumo em novembro de 2017 foi 95% maior em comparação com o mesmo mês de 2016. O total consumido passou de 88,3 milhões de litros em novembro de 2016 para 172,9 milhões de litros ao mesmo intervalo de 2017. Assim como São Paulo, em relação a outubro houve recuo o consumo, mas a queda foi de apenas 0,23% no estado mineiro.

Também registraram crescimento no consumo em uma comparação com o mesmo mês do ano anterior: Goiás (35%), Paraná (41%) e Mato Grosso (35%).

consumo 05 hidratado mensal nov17 block

Participação de mercado: etanol

Ainda que ligeiro, o renovável de cana registrou o décimo mês de aumento em sua participação de mercado no Ciclo Otto. Isso significa que cresceu a preferência do consumidor pelo etanol em detrimento à gasolina.

No índice nacional, a participação de mercado do etanol em novembro foi de 21,6%, frente a 21,58% em outubro. Em novembro de 2015 e 2016, a participação do hidratado era de 16,1% e 23,48%, respectivamente.

Destaca-se ainda que, em São Paulo, a preferência do consumidor recuou. Em novembro de 2017, o índice foi de 38,39%, frente a 39,14% no mês anterior. Já em novembro de 2015 e 2016, a participação do hidratado era de 31,04% e 40,56%, respectivamente.

consumo 06 preferencia consumidor nov17 block

Consumo de gasolina recua

Em novembro de 2017, o consumo do combustível fóssil apresentou queda na comparação com igual mês de 2016. Com um total consumido de 3,435 bilhões de litros no mês, o volume representou queda de 7,3% em relação a novembro de 2016, quando foram utilizados 3,707 bilhões de litros.

Já em relação a outubro, quando foram consumidos 3,539 bilhões de litros, a queda foi ainda menor: de 2,9%.

No acumulado do ano, por sua vez, o volume é recorde. De janeiro a novembro de 2017 foram consumidos 40,294 bilhões de litros – volume 3,85% maior do que em igual intervalo de 2016 e o maior desde 2009.

consumo 03 combustiveis evolucao nov17 block

novaCana DATA

Marina Gallucci – novaCana.com

O texto acima é apenas uma breve introdução. Para ver esta página completa clique aqui e assine.

exclusivo assinantes

O texto completo desta página
está disponível apenas aos assinantes do site

veja como é fácil e rápido assinar

Etanol e Cana direto em seu email

Antes de sair, cadastre-se para receber as principais notícias do setor
Obrigado, não quero ficar informado.
Esqueci minha senha close modal