Menos cana em 2017/18: Banco Pine prevê moagem de 575 milhões de toneladas

O Banco Pine revisou suas projeções para a safra 2017/18 no Centro-Sul, principal região produtora de cana-de-açúcar do país. A instituição reduziu em 10 milhões de toneladas sua expectativa de cana moída – dessa forma, a previsão é que as usinas da região esmaguem 575 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na próxima temporada.

A nova previsão reforça a dicotomia entre as empresas especializadas, que projetam os resultados no setor. “Por causa do regime de chuvas observado até janeiro, alguns participantes do mercado concluíram que parte do risco associado com a próxima safra se dissipou e algumas projeções foram revisadas com otimismo”, destaca o economista do Banco Pine, Lucas Brunetti.

Brunetti ainda indica os fatores que não levam a instituição a compartilhar do desse recém-adquirido otimismo em relação à safra.

Confira a seguir mais detalhes sobre as análises e projeções do Banco Pine:

- Comparativo entre as estimativas de novembro de 2016 e fevereiro 2017
- Estimativas para as safras 2016/17 e 2017/18
- Moagem
- Mix de produção
- Produção de Açúcar
- Produção de Etanol Total, Hidratado e Anidro
- ATR por tonelada de cana
- Idade média dos canaviais e produtividade por corte
- Capacidade de cristalização e preços relativos: etanol X açúcar

O texto acima é apenas uma breve introdução. Para ver esta página completa clique aqui e assine.

exclusivo assinantes

O texto completo desta página
está disponível apenas aos assinantes do site

veja como é fácil e rápido assinar

Etanol e Cana direto em seu email

Antes de sair, cadastre-se para receber as principais notícias do setor
Obrigado, não quero ficar informado.
Esqueci minha senha close modal