Vallourec
Açúcar: Mercado

Prêmio nominal do açúcar refinado sobe, mas continua abaixo da média de longo prazo


Agência Estado - 08 ago 2018 - 07:08

O prêmio nominal do açúcar refinado mostrou mudanças "marginais" de junho para julho, de acordo com relatório mensal da Organização Internacional do Açúcar (ISO, na sigla em inglês) divulgado nesta terça-feira, 7, pela instituição.

O diferencial entre o índice de preços do açúcar branco ISO e o preço diário ISA subiu de US$ 68,23 por tonelada em junho para US$ 70,64 em julho. "Ainda permanece consideravelmente inferior à média de longo prazo (de três anos), de US$ 84,05 por tonelada", comparou a entidade, que tem sede em Londres.

A OIA salientou que pela ótica técnica de mercado, no fim de julho, os fundos de hedge ampliaram sua posição líquida vendida em Nova York para 140.930 lotes. Um mês antes, estava em 30 mil lotes, segundo a Organização.

A instituição comentou, ainda, em seu relatório, que o clima seco começa a ter efeitos sobre a produtividade agrícola da região Centro-Sul do Brasil, levando a moagem de cana a 267,4 milhões de toneladas até 16 de julho – um aumento de 8% em relação ao mesmo período do ano passado.

Célia Froufe