As empresas que mais ganharam e perderam mercado na exportação de açúcar via contêiner

Maiores empresas, principais destinos e portos — o volume de açúcar exportado por contêineres cresceu 31,61% em 2016 na comparação com o ano anterior, chegando a 2,86 milhões de toneladas

Em um mercado aquecido para o açúcar, até mesmo a exportação por meio de contêineres, tem se destacado como opção de negócios para as usinas brasileiras. A chamada conteneirização é a modalidade preferida por compradores que não têm refinarias – e que, por sua vez, optam pelo açúcar cristal ou refinado – ou precisam de uma quantidade pequena do produto bruto. Em 2016, ela foi responsável por 9,8% do açúcar exportado pelo Brasil, um market share superior ao registrado em 2015 (9%).

Em volume, essas exportações representaram 2,86 milhões de toneladas. Desse total, quase 60% foi enviado por apenas 10 empresas.

Saiba mais:

- Ranking das 50 empresas que mais exportaram açúcar via contêiner em 2016

- Comparação volumétrica das exportações empresariais com resultados de 2015

- Volumes embarcados por período

- Participação de mercado do açúcar conteneirizado

- Principais portos de saída

- Principais mercados de destino

conteiner-070317-ranking-bloq

O texto acima é apenas uma breve introdução. Para ver esta página completa clique aqui e assine.

exclusivo assinantes

O texto completo desta página
está disponível apenas aos assinantes do site

veja como é fácil e rápido assinar

Etanol e Cana direto em seu email

Antes de sair, cadastre-se para receber as principais notícias do setor
Obrigado, não quero ficar informado.
Esqueci minha senha close modal