Açúcar: Mercado

Camil anuncia parceria com Amyris para adoçante zero caloria à base de cana


Reuters - 04 dez 2018 - 07:32

A Camil Alimentos fechou uma parceria com empresa norte-americana Amyris para comercializar um adoçante zero caloria à base de cana-de-açúcar, informou a empresa de alimentos brasileira nesta segunda-feira.

“A parceria faz todo o sentido tanto para a estratégia de negócios macro da Camil Alimentos como para a estratégia de expansão da categoria de adoçados”, disse Luciano Quatiero, presidente da Camil, detentora da marca de açúcar União, em comunicado.

De acordo com a Camil, a parceira visa atender à crescente demanda de adoçantes naturais zero caloria e o Brasil seria o primeiro mercado a receber o produto.

A Amyris é uma empresa integrada que realiza a pesquisa, o desenvolvimento e a produção de ingredientes sustentáveis para diversos mercados, incluindo os setores químico, de cosméticos e farmacêutico, entre outros.

A empresa não detalhou o prazo em que o adoçante poderá estar disponível. Mas, segundo o Valor Econômico, a fábrica da Amyris localizada em Brotas (SP) já começou a produção. A unidade recebe xarope de cana da Usina Paraíso, da Raízen, mas a purificação do produto será feita em outra planta, situada no Paraná.

Ainda conforme a reportagem, a Amyris tem capacidade para fabricar até 3 mil toneladas ao ano, que equivalem ao poder de adoçar de 1,5 milhão de toneladas de açúcar. Para o CEO da companhia, John Melo, esse volume supera o de todos os demais adoçantes disponíveis no mercado.

Além da parceria com a Camil, a empresa também já firmou contrato com o ASR Group, maior refinador de açúcar do mundo, para vender 80% do produto nos EUA, no Reino Unido e no México. A Amyris possui um certificado de segurança alimentar baseado em requisitos da FDA, a agência regulatória de alimentos e medicamentos dos Estados Unidos. Assim, a companhia

No Brasil, o produto ainda precisa de aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Isabel Marchenta
Com informações adicionais do Valor Econômico