Filipinas vão importar até 200 mil t de açúcar em meio a aperto na oferta

As Filipinas importarão até 200 mil toneladas de açúcar para suprir a escassez de oferta doméstica, o que provocou um aumento nos preços, segundo uma autoridade.

O país do Sudeste Asiático não é um importador regular de açúcar, mas geralmente compra da Tailândia, o segundo maior exportador mundial depois do Brasil.

A última vez que as Filipinas importaram o adoçante foi em 2016, quando o país comprou cerca de 100 mil toneladas da Tailândia.

A Administração Reguladora do Açúcar (SRA), do governo, aprovou as importações planejadas a serem realizadas pelo setor privado, para compensar a escassez no fornecimento doméstico estimado entre 160 mil e 200 mil toneladas, disse o secretário de Agricultura, Emmanuel Piñol, a repórteres.

Em um pedido, a SRA disse que o volume de importação não deve exceder 200 mil toneladas, compreendendo 150 mil toneladas de açúcar refinado e 50 mil toneladas de açúcar bruto.

Enrico dela Cruz

Etanol e Cana direto em seu email

Antes de sair, cadastre-se para receber as principais notícias do setor
Obrigado, não quero ficar informado.
Esqueci minha senha close modal